04 fevereiro 2008

Soraia

Chama-se Soraia e não tem apego pelo nome. Cultiva uma personalidade volátil com alguns traços de quadradisse plena. Alguns diriam que é difícil catalogá-la no livro "como definir uma pessoa, parte I", porém, outros já a decifraram de cor e salteado. Não é lá muito difícil.
Toda terça feira acorda relativamente tarde e vai jogar na Mega Sena. Sustenta inevitavelmente uma conturbada esperança de vida fácil e de amor livre. Todavia, despenca diversas vezes dos andares mais altos que seu ego consegue alcançar, mas segue com o pó compacto na bolsa para retocar os devidos danos à maquiagem.
Suspira alto ao lado do namorado para demonstrar insatisfação e despeito. Mesmo nada tendo acontecido, sempre algo aconteceu para ela. Ameniza pequenas dores existenciais com sua irritante capacidade de tornar-se insuportável e intolerante, e sabe gabar-se muito bem disso.
Nas quintas feiras, desce os quatro infinitos andares do prédio e compra pão e refrigerante. E cigarros. Não sabe conviver em sociedade sem um maço de cigarros e um copo de bebida na mão esquerda - só consegue fumar com a direita.
Alcança os níveis mais altos de agudisse vocal quando a contrariam, e isso, também faz parte de seus traços pessoais mais marcantes. Pode-se dizer que ela faz questão de deixar rastros por onde passa. Gosta da vida boêmia como poucos, mas não pensa duas vezes quando o sofá azul da sala a convida para uma temporada de televisão e sedentarismo.
Dispensa educação e sutileza ao abrir a boca, seja para elogiar a sua melhor-amiga-que-acabou-de-comprar-aquele-vestido-vermelho-carmim-que-tanto-namorava, seja para despejar em miúdos uma incomodação "extremamente importante." Para ela, lógico.
Chama-se Soraia e poucos sabem disso. Instaurou a ditadura do apelido até a morte. É verdade que apenas uns três ou quatro conhecem-na tão bem quanto eu. Também é fato que ignora o y em seu nome e que decidiu que com i fica mais apresentável, chamá-la de Soraia. Então tá.

2 comentários:

alice disse...

ai, meu deus.
saia,
soraia!

pati disse...

...fumo com a mão esquerda e bebo com a direita...acho que só!
.
.
.
muito bom!