21 maio 2007

Cu.otidiano

Quase ser atropelada por um motoqueiro porque o cara "secava" insandecido duas garotas ao meu lado, na calçada:
não tem preço.

5 comentários:

JoSiE!!!Jo.Josi.Jose.Josê!?Joseane!?Ane?Ali!!! disse...

Aiai... Cintiii, adoro- te...
E me reergo. Pois,
Nada como ainda ter olhos, ver e ler.
Nada como ter ouvidos,e ouvir bem...
E essa cabecinha pra pensar, muito...
Que eu fui feita pra ser feliz, pra com a boca toda...

Bju, até!

Laurídica disse...

hum... tu viu cão sem dono!?
beijo moça!

munny disse...

puuuuuuuuuuuuuutz
tem preço sim: quebrar o cara a pau.
aysgausyagsygsuasa

que horrivelm guria. eu mandava a puta que pariu esse infeliz ¬¬
eu já nao gosto de sair pq detesto esses caras tarados. olham pra QUALQUER bunda que aparece. deve ser pq nao conseguem nada além disso u__u

to mto revoltada.
e gripada.
vou dormir.

aliás. é um conto meu sim. pseudo-conto. tá péssimo, cintia, pára de beber.
asgyaguaygsyasa

bjs

Orange disse...

teu blog tá deveras bom....
to mto orgulhosa.....
se eu nunca conseguir ser professora, pelo menos valeu a pena ter TE ensinado a ler e principalmente, a escrever.

beijocas e pitocas

alice disse...

mas que cousa. se ainda fosse tui que ele tivesse olhando, pelo menos ele não te atropelava.

mas o que, afinal, essas gurias tinham que ele olhou elas e não tu????

eu realmente não entendo esse mundo.