08 maio 2007

Conto - tudo

E chegou à conclusão de que nada daquilo valia a pena, pra tanta preocupação. Afinal, de uma forma ou de outra, sabia que tudo teria fim. Em momentos não podia, não conseguia, mas alguma coisa o movia, e tal pesar era de fato, revirado lá do fundo da gaveta.
Era hora de mexer na bagunça, tirar isso e aquilo do lugar pra poder medir o tamanho da situação. Caberia mais duas ou três peças. Talvez mais. E se faltar espaço? Calma, é uma questão de vista. Olhou de baixo e parecia maior. Às vezes era bom quando olhava de baixo, quando se deixava ir até lá e, aos poucos vir subindo pelas paredes. Sim, por elas mesmas. Tinha que chegar, havia de gozar, era preciso, era necessário, era seu direito! Nada o impedia. Talvez ele mesmo. Foda. Cabeça da gente é matuta demais. Se quebra fácil por coisa pouca, poderia usar toda aquela energia e erguer uma parede, sei lá, ajudar na arrumação de um apê novo, talvez trocar as cortinas. As velhas cortinas do banheiro pediam pra serem liquidadas, as escovas de dente agradeceriam.
Desceu um pouco, quis um cigarro; esperou pelo acaso que não chegava... "Então não era um acaso", concluiu. Tinha vontade de que muita coisa acontecesse e no entanto, não conseguiu trocar mais de duas frases com alguém. Notou-se num emaranhado de sentimentos e, acredite, quase sempre dos piores. Mas passa. Hoje viu aquilo tudo como uns dias distantes. Já consegue discernir pelo menos mais da metade das coisas que quebrou dentro de si.
Chegou o período de colar tudo de novo, naquela folha novinha em branco que tem até cheiro de 1° dia de aula do fundamental. Esse dia também não é lá muito fácil, mas depois a gente chega em casa, conta tudo pra mãe, e vai dormir a tarde toda.
Sossegar é preciso.

2 comentários:

JoSiE!!!Jo.Josi.Jose.Josê!?Joseane!?Ane?Ali!!! disse...

Vim aki só pra dizer q consegui + uma boina... Pret agora, melhor q a bege e a roxa... Mais quente, mais bonita.
Em NH, é só querer q compro pra vc!

Bjus...
ps: amo blog Cintilante!

munny disse...

o teu blog é o mais bonito que eu visito! :D

e, poxa, se foi vc que escreveu esse conto, certo que o Assis te convida pra publicar a obra completa ;)

adorei. bjs